SINDICATO DOS TRABALHADORES DE SERVIÇOS DE PORTARIA, VIGILÂNCIA, LIMPEZA, DOMÉSTICAS E ACTIVIDADES DIVERSAS

Continua a haver trabalho escravo em algumas faculdades e departamentos da Universidade de Coimbra.

Depois de muitas lutas das trabalhadoras de limpeza industrial contra os salários em atraso, a empresa KG e a empresa JHM contratadas pela Universidade de Coimbra continuam a incumprir – até hoje, as trabalhadoras ainda não receberam o salário de Junho e não sabem quando o vão receber.

Ler Comunicado aos trabalhadores e trabalhadoras dos Serviços Sociais da Universidade de Coimbra

Continua a haver trabalho escravo nos Serviços Sociais da Universidade do Minho.

Depois de muitas lutas das trabalhadoras de limpeza industrial contra os salários em atraso, a Universidade do Minho afastou a empresa KG e contratou a empresa VEZ LIMPA – mas o drama de salários em atraso continua: até hoje, as trabalhadoras ainda não receberam o salário de Maio e não sabem quando o vão receber.

O STAD já solicitou aos Serviços Sociais da UMINHO uma reunião com carácter de urgência para tentar, junto do cliente (à semelhança do que aconteceu com a anterior empresa KG), pressionar a nova empresa VEZ LIMPA a pagar os salários de Maio. O cliente UMINHO tem uma palavra a dizer - não se pode desresponsabilizar-se pelo que se passa dentro das suas instalações; não pode deixar de saber que existem trabalhadores dentro da sua casa a serem explorados.

A ACT também já está informada (através das denúncias realizadas pelo STAD) deste ataque brutal aos direitos dos trabalhadores praticado pela nova empresa VEZ LIMPA.

Ler comunicado do STAD aos trabalhadores e trabalhadoras de limpeza nos Serviços Sociais da Universidade do Minho

VEZ LIMPA

Tags:

Realizou-se na quinta-feira, 12 de Maio, a concentração de protesto e denúncia em frente à RTP, contra a empresa ASSÉPSIA que, na mudança de empresa no setor da Limpeza Industrial, não ficou com 7 trabalhadores que ali prestam serviço há muitos anos. Esta ação de protesto foi para exigir á RTP e à ASSÉPSIA que resolvam a situação para que os trabalhadores não fiquem sem trabalho.
Lutamos pelo direito ao trabalho.
A LUTA CONTINUA.
protesto RTP

Aos trabalhadores de limpeza industrial Vadeca – Assépsia na RTP - Rádio Televisão Portuguesa

O STAD denúncia a empresa fora-da-lei “Assépsia”

Concentração de denúncia e protesto

12 de Maio – 5ª feira

Das 10:30h às 12:30h

Sede da RTP

Avenida Marechal Gomes da Costa, 37 - Lisboa

 Os trabalhadores exigem à “Assépsia” que, no cliente RTP, na mudança de empresa da Vadeca para a Assépsia, seja cumprido o CCT/STAD.

Ler comunicado do STAD aos trabalhadores de limpeza industrial Vadeca – Assépsia na RTP - Rádio Televisão Portuguesa

rtp

Greve 4 dias – 96 horas
Dias 15/16/17/18 Abril 2022

Concentração de protesto e denúncia
Dia 18 entre as 10 horas e as 12,30h
(em frente ao
Hospital de São João)

  • Exigimos ser tratados sem qualquer descriminação, em relação aos trabalhadores do cliente no local de trabalho;
  • Exigimos o direito ás tolerâncias de ponto nos mesmos termos em que são aplicadas aos trabalhadores do cliente, Hospital de São João

Ler comunicado aos trabalhadores e trabalhadoras da Euromex no do Hospital de São João

 

Pág. 1 de 23

Sede Lisboa

© 2018 STAD - Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria, Vigilância, Limpeza, Domésticas e Actividades Diversas