SINDICATO DOS TRABALHADORES DE SERVIÇOS DE PORTARIA, VIGILÂNCIA, LIMPEZA, DOMÉSTICAS E ACTIVIDADES DIVERSAS

A AES - Associação das Empresas de Segurança publicou um comunicado a informar que tinha feito um “acordo histórico” com os sindicatos. O STAD desmente totalmente esta afirmação da AES – A AES está a mentir.

O STAD reafirma – o que foi feito foi um “acordo de princípios” sujeito à aprovação democrática dos trabalhadores e trabalhadoras!

O que corresponde à verdade dos factos é o que está expresso no Boletim “O VIGILANTE” Nº. 8-2018, publicado em 28-9-2018, depois de corrigido.

LER COMUNICADO DO STAD

 

O Boletim “O VIGILANTE” editado ontem, 28-9-2018, sexta-feira, continha alguns erros que desvirtuam o conteúdo e a importância do “ACORDO DE PRINCIPOS” celebrado nesse mesmo dia 28-9-2018 entre o STAD e o patronato.

Assim, corrigimos neste momento esses erros e, simultaneamente, aproveitamos esta oportunidade para esclarecer previamente que o “ACORDO DE PRINCIPOS” tem uma vigência de 2 anos (24 meses - anos 2019 e 2020).

Corrigindo os erros, o primeiro é que, no quadro de aumentos salariais, na última coluna da direita, deverá estar escrito “JULHO- 2020” e não “JAN. – 2021” como está referido erradamente.

O quadro seguinte, já devidamente corrigido, é o constante no “ACORDO DE PRINCIPOS”.

LER O VIGILANTE - BOLETIM DO STAD PARA OS TRABALHADORES DO SECTOR DA VIGILÂNCIA PRIVADA (CORRIGIDO)

Pág. 1 de 6

© 2018 STAD - Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria, Vigilância, Limpeza, Domésticas e Actividades Diversas